Feeds:
Posts
Comentários

Archive for setembro \30\UTC 2007

O tico é muito bonito…

Read Full Post »

O Tico ( gatinho) tinha sido abandonado ao nascer numa estrada do interior de S.Paulo e já está conosco há 8 anos. O Big ( maltês ) foi adquirido em 2003 também em S.Paulo. Os dois se dão muito bem e fazem a alegria da casa.

Read Full Post »

Os politicos
As grandes empreiteiras

Read Full Post »

Conforme já afirmei em vários posts anteriores o meu processo não é um simples processo trabalhista pois envolve simulações,mentiras, problemas fiscais, etc.

Uma das mentiras e que, se fosse aceita eventualmente pela justiça ,poderia me trazer grandes prejuízos, é a afirmativa mentirosa da testemunha que afirmou,sob juramento, que o Banque Real de Cote D’Ivoire S.A não fazia parte do Grupo do Banco Real à época, sugerindo com isso que eu fui para a África por conta própria e lá eu pedi e consegui emprego nas duas ocasiões.

Muito embora a mentira da testemunha já tenha sido provada no processo, resolvi publicar hoje uma das provas que possuo e que deixa claro a ligação societária dos Bancos .

Quando o funcionário era transferido do Brasil o Banco fixava o salário mensal que era pago geralmente da seguinte forma:

a-salário local – era o salário recebido diretamente no pais,na moeda local;
b-ajuda de aluguel – também recebido no pais em moeda local
c-salário off-shore – pago em US$ pelo Banco Real S.A -Panamá que por sua vez era reembolsado pela Unidade do exterior via contrato “especial “com a GMS .

Por que off-shore? esta forma de pagamento beneficiava o Banco e terceiros pois não gerava nenhum tipo de imposto , tanto no ato de pagar quanto no ato de reembolso para a GMS, esta sim uma empresa que não era do Banco.

Na foto temos uma prova que:

1-quem pagava o salário off-shore era o Banco Real – Panamá;
2-o crédito era feito em conta também no Banco Real Nova York;
3-está claro que ao me identificar o Banco e seu sistema sabiam que eu trabalhava no Banco Real da Costa do Marfim;
4-este pagamento antecedeu de pouco tempo minha transferencia para o Delta Bank e o valor está de acordo com carta emitida pela Divex ( será publicada posteriormente);
5-a emissão deste comprovante também é do Banco Real de Nova York ;

Alguém tem dúvida do que afirmo? Quem mente?

Uma pergunta que não quer calar!

Como é possivel que um grande grupo financeiro ( que tem contrôles sofisticadissimos) deixa um dos seus principais executivos , perdido na África e em Miami , trabalhando para outras empresas concorrentes durante mais de 10 anos, continua pagando seu salário off-shore e depois com a cara mais limpa do mundo diz que descobriram o erro e regularizaram a situação? Dá pra acreditar nisso? Não dá né, mas que tentaram passar esta versão tentaram…

Minha sorte é que a justiça de Pernambuco foi justa. Sorte ? Não ! É justiça…apesar de ser lamentável a estratégia da defesa, principalmente por ser de conhecimento e admitida pela nova administração, tão ávida por ética e por difundir valores como respeito e profissionalismo.

Mais uma vez reafirmo: tudo que eu escrevo aqui está provado documentalmente no processo e tenho cópias em meu poder e depositadas em locais diferentes.

Read Full Post »

Tem muito mineiro que sabe onde anda o dinheiro, como é levado, como chega, como volta, como e onde fica , e também como sai e como se financia as campanhas politicas no Brasil. Mineiro trabalha em silêncio mas sabe tudo…
“Ser mineiro é não dizer o que faz , nem o que vai fazer ,é fingir que não sabe aquilo que sabe , é falar pouco e escutar muito , é passar por bobo e ser inteligente , é vender queijos e possuir bancos . Um bom mineiro não laçaboi com imbira , não dá rasteira no vento , não pisa no escuro , não anda no molhado , não estica conversa com estranhos , só acredita na fumaça quando vê fogo , só arrisca quando tem certeza , não troca um pássaro na mão por dois voando .

Read Full Post »

Neste país não acontece nada para:

-politicos que são financiados por caixa dois de grandes grupos financeiros e empresariais;

-para empreiteiras que financiam gastos particulares de senadores,deputados,prefeitos,etc;

-para quem autoriza aditivos injustificados nos contratos públicos;

-para os Bancos e financeiras que cobram tarifas escandalosas dos clientes pequenos;

-para as empresas que não cumprem a legislação trabalhista;

Até no Supremo tem jeitinho e jeitinho todo mundo sabe…há alguém que paga.

Read Full Post »

Domingos

…que história é essa de Uruguai?O que você quer insinuar? Você não tem receio de um processo do Delta? deixa a justiça se pronunciar em definitivo.
SRP

Minha resposta:

Eu trabalhava no Delta e minha base era Miami,atuando também para Grand Cayman .Minhas áreas de atuação eram S.Paulo, Minas, Rio e Nordeste e sempre trabalhei em conjunto com os Gerentes do Real na conquista e manutenção de clientes brasileiros.

Toda vez que eu vinha ao Brasil eles ( Delta) me davam esta carta, mas o certo é que eu jamais fui ao Uruguai no período em que trabalhei lá nos Estados Unidos. O Delta sabia que o meu destino era exclusivamente o Brasil e os vistos no meu passaporte provam o que digo.

Agora o que eu quero dizer é que se o Banco me dava esta carta é porque algum motivo tinha e,se alguem deve explicar este motivo, é o próprio Delta ou o Real. Claro que eu sei mas guardo prá mim,por enquanto.

Outra coisa : não há a mínima lógica, nos tempos modernos do DHL/Sedex/Fedex etc., que um Banco se utilize rotineiramente de seus executivos para levar formulários a um concorrente. Aliás é bom frisar que quem disse concorrente foi a própria testemunha do Banco no processo trabalhista 01521 2004 014 .

Alguém, mentalmente sadio e medianamente inteligente, pode aceitar que um banco envie regularmente formulários via portador especial a um concorrente?

Uma coisa é certa: a existencia deste tipo de carta pode explicar parte dos motivos que levaram o Delta a exigir a simulação da rescisão do meu contrato com o Real e este último,por ser do mesmo dono à época, simplesmente acatou as ordens do Sr. Virmondes.

Ou alguém acha que eu estou errado?

Com relação a receio de processo? Nunca tive e nem tenho. Estou, como sempre estive, preparadissimo para o que der e vier . O meu contrato foi único, isso já foi provado e eu só vou descansar no dia em que a minha situação previdenciária (FGTS e INSS) for resolvida na justiça.Não tenho o poder econômico, mas tenho a verdade e as provas do meu lado.

Mas e se não for resolvida?

Ai são outros quinhentos…

Quanto a justiça está claro que eu espero a decisão que só pode ser favorável,posto que provei documentalmente tudo e o TRT assim já decidiu. Agora o meu processo não é um simples processo trabalhista pois envolve mentiras,simulações e humilhações que eu não estou disposto a guardar apenas para mim e minha familia.Todos os meus ex colegas, colegas, amigos,inimigos eventuais e quem mais tiver a coragem de me ler, vai saber tudo…tim tim por tim tim e no final, quando tudo estiver regularizado, eu fecho este blog e abro um outro só para publicar coisas boas,. Se é que ainda terei leitores…espero que sim.

Enquanto isso vou publicar tudo para que não se repita estes fatos lamentáveis e desonestos contra outros expatriados que, como eu, sacrificaram suas familias para crescerem os balanços e resultados de Bancos e no final constatam que,de forma metódica e premeditada, seus empregadores deixaram de cumprir minimamente as leis trabalhistas do Brasil.

Eu fiz tudo que estava ao meu alcance para não chegar a esta situação, mas com o passar do tempo ví que o Banco, mesmo sob nova administração, prefere ganhar tempo e ao que parece endossar os procedimentos ilegais adotados neste caso. A ética fica só no discurso.

ET: já sei quem você é.Como anda o café no Espirito Santo?

Read Full Post »

Older Posts »